Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Quadrinhos Vintage: Recruta Zero
21/11/2020 17:11 em Novidades

Divertido, sarcástico e, não raro, surreal: esses são alguns dos atributos que muito bem se encaixam às tirinhas e revistas do Recruta Zero (Beetle Bailey), inconfundível personagem criado pelo cartunista norte-americano Mort Walker (1923-2018). Lotado no quartel Swampy, Zero é, ao mesmo tempo, preguiçoso e esperto – e até insolente em certas ocasiões. Perseguido pelo mal-humorado e glutão sargento Tainha, que não admite nenhuma insubordinação, Zero sempre tenta dar um jeito de escapar à labuta – embora, algumas vezes, não se saia bem em suas tentativas.

No Brasil, o Recruta Zero e sua turma tornaram-se conhecidos através das tirinhas publicadas por jornais como O Estado de S. Paulo, O Globo, Zero Hora, O Estado de Minas, Diário de Pernambuco, Jornal de Brasília, entre outros. Já a revista chegou às bancas durante os anos 60, 70 e 80 pela Rio Gráfica Editora (posterior Editora Globo), sendo também publicada pelas editoras Saber (com o título “Zé, o Soldado Raso”, entre 1970 e 1973), L&PM,Pixel (Ediouro), Mythos Editora e Opera Graphica. No formato Animação, o desenho do Recruta Zero foi exibido no Brasil pelo SBT na década de 1980, passando pela TV Record e pelo canal pago Boomerang nas décadas seguintes.

Entre as principais personagens da turma, destaque para o soldado Platão e seu jeitão intelectual, o abiscoitado soldado Dentinho, o praça Cosme e seus nebulosos negócios, o revoltado soldado Roque, o mulherengo praça Quindim, o cozinheiro Cuca e suas “receitas deliciosas”, o sargento Tainha –  junto a seu inseparável cão, Otto –, o infantil e imaturo tenente Escovinha, o tenente Mironga e suas reflexões, o incompetente e vaidoso general Dureza – e tantas outras figuras inesquecíveis do quartel Swampy que, reunidas, fazem de Recruta Zero uma das publicações mais marcantes de todos os tempos. 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Vintage Educação
Panvel Farmácias