Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Memória Rádio Vintage: O CP-500
14/03/2020 23:19 em Tecnologia

Em tempos de desenvolvimento contínuo de alta tecnologia e softwares a preços cada vez mais acessíveis, comprar um computador tornou-se tão simples quanto trocar de sofá: basta ir à loja, pagar e levar – ou, na falta de grana, fazer um financiamento. Mas nem sempre foi assim: até o início da década de 1990, as opções no mercado eram assaz limitadas e os preços, nada convidativos. Nessa época, o CP-500 era o objeto de desejo de 11 em cada 10 jovens brasileiros ligados em informática!
Produzido pela Prológica entre abril de 1982 e setembro de 1988, o CP-500 era compatível com seu primo norte-americano, o computador THS-80 III. Possuía sistema operacional Basic, monitor de fósforo de 12” integrado ao corpo da máquina, memória de vídeo de 1KiB, duas unidades externas de disquete, porta de expansão traseira e gravador cassete compatível com o RQ2222M, da National (outro “brinquedo” muito útil na época). 
Durante os anos em que foi produzido, o CP-500 evolui para os modelos CP-500/M80 (1985), CP-500/M80C (1986 a 1988) e CP-500/Turbo (1987). Além de suas funções normais, com o CP-500 era possível usar a Renpac (Rede Nacional de Comunicação de Dados por Comutação de Pacotes) – primeira rede de transmissão de dados do Brasil, criada pela Embratel em 1985 para viabilizar o acesso ao sistema de videotexto do primitivo Cirandão. Todo este pioneirismo pode parecer pouco diante dos hábitos cibernéticos atuais, porém naquela época, ter um CP-500 era um luxo reservado a poucos!

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Vintage Educação