Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Aquela Época Boa e Seus Doces Maravilhosos!
10/09/2019 23:36 em Novidades

Se “gosto não se discute” e “cada um tem seu cada um”, como costuma dizer a sabedoria popular, uma guloseima boa não precisa ser uma guloseima cara – principalmente quando se trata daqueles sabores da infância, coisas simples que as pessoas provaram e, uma vez que tenham gostado, não mais esqueceram. 
Como não lembrar, por exemplo, do brilho nos olhos da garotada diante daquele baleiro de vidro que girava, girava, girava e fazia um barulhinho agudo sempre que o dono da mercearia o parava? O que faltava em óleo lubrificante nas engrenagens do baleiro geralmente sobrava em paciência ao comerciante diante de crianças indecisas! 
E tinha ainda o doce de leite no sachê plástico, impiedosamente espremido até que não restasse uma única gota de tão saboroso néctar! E como ignorar o tradicional doce de abóbora – ou ainda o seu primo, o doce de batata doce, disponíveis no tradicional formato retangular “tijolão” ou, para chamar ainda mais a atenção, em forma de coração? 
Passar Amendocrem no pão, no biscoito ou na torrada também proporcionava uma satisfação sem culpa! E para aliviar a sede depois de tantos doces, bastavam alguns goles do refrigerante favorito – sobrando em sabores o que faltava em preocupação com a saúde! 
Açucaradas lembranças de bons tempos que não voltam mais e que, de certa forma, não parecem querer terminar – pelo menos enquanto se mantiverem vivos entre nossas mais doces recordações... 

COMENTÁRIOS