Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Quadrinhos Vintage: “Fantasma”
22/07/2019 00:07 em Novidades

Criado por Lee Falk e Ray Moore, o Fantasma (The Phantom) teve sua primeira tira publicada em 17 de fevereiro de 1936 e fez parte do trabalho de Falk até 1999, quando o cartunista veio a falecer. A série começou a ser publicada diariamente em jornais e revistas e, em edição colorida, aos domingos, a partir de 1939, durando até 2006. O “Espírito Que Anda” chegou às telonas através de um seriado com 15 episódios, produzido pela Colúmbia Pictures em 1943 e, em 1996, no longa-metragem estrelado por Billy Zane.
Ferrenho combatente do crime, com sua inconfundível máscara e uniforme roxo – que mudava de cor segundo as preferências ou possibilidades gráficas de diferentes editores mundo afora –, Fantasma habita a pouco convidativa Caverna do Crânio, nas florestas do fictício Estado de Bengalla. De acordo com a cronologia da série, corresponde ao 21º sucessor numa linha de combatentes do crime iniciada em 1536, quando piratas mataram o pai do marinheiro Christopher Walker: após fazer um juramento ao crânio do assassino de seu pai, comprometendo-se a lutar contra o mal, Walker iniciou o legado do Fantasma – passando-o de pai para filho a partir de então, o que deu origem à sua “imortalidade”. 
Fantasma foi o primeiro herói da ficção a usar um traje colante, algo que se tornou comum aos personagens do gênero. Sua principal marca é o anel da caveira, quase uma assinatura deixada no cenho de seus inimigos. Desprovido de superpoderes, Fantasma conta com sua grande inteligência, seus reflexos rápidos, a pontaria precisa de sua pistola calibre 45 ACP – além da sempre oportuna ajuda do lobo Capeto – na luta contra malfeitores de toda a sorte. No Brasil, sua revista em quadrinhos foi publicada pelas editoras RGE, Globo, EBAL, Mythos, Livraria Civilização e, mais recentemente, pela Pixel Media.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!