Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Álbum Do Mês: "Dois", Legião Urbana (1986)
22/06/2019 00:19 em Musica

Lançado em julho de 1986, “Dois” foi o segundo álbum da banda Legião Urbana e tornou-se rapidamente um “arrasa-quarteirão” de sua época, chegando à invejável marca de 1,8 milhão de cópias vendidas. Logo no início das vendagens, “Dois” apresentou sinais claros de que cairia no gosto e nos ouvidos da juventude de então, superando o número de 250.000 cópias por ocasião de seu lançamento.

A princípio, a banda pretendia gravar um álbum duplo que se chamaria “Mitologia e Intuição”, ideia desaprovada pelos executivos da EMI-Odeon. Na impossibilidade de ser duplo, nasceu  o disco “Dois”, trazendo entre suas faixas pérolas como a filosófica “Tempo Perdido”, a ousada – e assaz pessoal para Renato Russo – “Daniel Na Cova Dos Leões”, a biográfica “Eduardo e Mônica”, a contemplativa “Andrea Dória”, a inquietante “Índios” e a poética “Quase Sem Querer” – que, quase sem querer, tornou-se uma unanimidade entre adolescentes apaixonados da época. Uma curiosidade é a faixa “Química” – ausente no LP, mas presente na versão em fita K-7, como “tapa-buraco” no lado B. 

Referência do BRock, “Dois” é o tipo de álbum que não pode faltar em qualquer boa coleção, tanto por sua importância histórica no contexto da música brasileira de seu tempo, quanto por suas qualidades poético-musicais. Para alguns, o melhor vinil da Legião Urbana – para muitos, um dos melhores álbuns já produzidos na história do rock nacional.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!