Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
A Paixão de Cristo Segundo a Rádio Nacional.
14/04/2019 00:05 em Novidades

 

A Paixão de Cristo Segundo a Rádio Nacional

Por Paulo Telles

 

Em tempos idos, era costume o Rádio apresentar anualmente na Sexta Feira Santa A Vida e Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, espetáculo que se tornou tradição no período pascal. Várias estações pelo Brasil levavam ao ar suas dramatizações radiofônicas, onde se contou com diversos atores, locutores, sonoplastas e outros profissionais da locução.

No Rio de Janeiro, a dramatização foi ao ar pela primeira vez a 27 de março de 1959, pela Rádio Nacional. Radiofonizada por Giuseppe Ghiaroni (1919-2008) e sob a direção de Floriano Faissal (1907-1986), o espetáculo religioso reuniu quase uma centena de artistas para fazer as vozes dos personagens do Evangelho. O trabalho contou ainda com a narração de Cesar Ladeira (1910-1969), a locução de Aurélio de Andrade (1917-1997), e a participação de todo o elenco de rádioteatro da emissora.

A produção de Ghiaroni foi dividida em quatro sequências: a primeira, apresentada às 11h15m, a segunda ao meio-dia, a terceira às 14h30m e a última às 18 horas. Ao início, Dom Hélder Câmara (1909-1999), então Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro, já havia abençoado todo o elenco antes das gravações, dirigindo a seguir uma breve saudação aos ouvintes.

O Cast reuniu grandes vozes que compuseram a tão intitulada Maior História de Todos os Tempos. Muitos destes artistas já faleceram, como Milton Rangel (O Centurião), Rodolfo Mayer (Satanás), Castro Gonzaga (Caifás), Domício Costa (Judas), Hemilcio Froes (São José), Olga Nobre (Samaritana), Mario Lago (Herodes), Isis de Oliveira (Madalena), Darcy Pedrosa (Felipe), Saint-Clair Lopes (Pilatos), entre outros. Coube a Roberto Faissal (1928-1988) fazer com maestria a voz do Cristo.

Para dar tons espetaculares à dramatização, eram colocadas trilhas sonoras de filmes épicos famosos ou com temática religiosa ao fundo da narrativa, como O Manto Sagrado, Quo Vadis, O Egípcio, Salomé, David e Bethsabá, A Canção de Bernadete, Ben-Hur, Rei dos Reis, Os Dez Mandamentos, Cleópatra, Ivanhoé, Êxodos e Sansão e Dalila.

A Vida de Nosso Senhor Jesus Cristo pela Rádio Nacional foi inovando no decorrer dos anos. Newton Da Matta (1946-2006) substituiu Roberto Faissal no papel de Jesus. Em 1967, Da Matta e todo o elenco da emissora gravaram um LP, A Vida de Jesus, em três volumes, para a Editora Paulinas. Curiosamente, o locutor cederia sua voz ao ator norte-americano Jeffrey Hunter (1926-1969), o intérprete de Cristo, na dublagem do clássico bíblico do cinema Rei dos Reis (King Of Kings, 1961) de Nicholas Ray.

A Rádio Nacional do Rio de Janeiro continuava a reprisar o programa em horários diferentes daqueles em que fora lançado originalmente, sempre na Sexta-Feira da Paixão. Mais tarde fundiram-se os blocos e até a década de 1990 havia uma transmissão no meio da tarde e outra à noite. Na Sexta Feira Santa de 1999, a Rádio Catedral FM do Rio de Janeiro (106.7) reapresentou em quatro partes a primeira dramatização de 1959 realizada pela Rádio Nacional, exatos quarenta anos depois de sua estreia.

Paulo Telles é produtor e apresentador do programa Cine Vintage, redator e editor do blog Filmes Antigos Club – A Nostalgia do Cinema:

http://articlesfilmesantigosclub.blogspot.com/

 

 

FOTO QUE COMPÕE A APRESENTAÇÃO: Os atores de rádio teatro Milton Rangel, (com lenço no pescoço), Roberto Faissal & Domício Costa (juntos) e Newton da Matta (de óculos). Montagem de Paulo Telles.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!