Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
O Programa de Cecil B. DeMille (por Paulo Telles)
15/01/2019 21:02 em Tecnologia

Morto a 21 de janeiro de 1959 aos 77 anos, o lendário cineasta Cecil B.DeMille (1881-1959) foi o grande detentor de clássicos que fizeram história no cinema. Ele assinou mais de 70 filmes ao longo de sua carreira, iniciada ainda na fase silent, em 1914. Conhecido como o Pai das Superproduções, DeMille tem sua trajetória a confundir-se com a própria origem do cinema americano. E pudera, pois foi um dos fundadores de uma das maiores companhias de cinema do mundo ainda existente, a Paramount Pictures, formada em 1913 através da junção da empresa de Adolph Zuckor, e onde por lá realizaria toda sua obra de cunho cinematográfico.

Entre as superproduções deste notável cineasta estão clássicos como O Rei dos Reis/King of Kings (1927), O Sinal da Cruz/The Signal of The Cross (1932), As Cruzadas/The Crusades (1935), Sansão e Dalila/Samson and Delilah (1949), e Os Dez Mandamentos/The Ten Commandments (1956), que foi seu último filme, um Remake do tema que o próprio DeMille dirigira em 1923. Jamais ganhou um Oscar como Melhor Diretor, mas em 1949 recebeu um prêmio especial pelos 37 anos de dedicação ao Cinema, e em 1952, o Prêmio Irving Thalberg. Seu penúltimo trabalho como diretor, O Maior Espetáculo da Terra/The Greatest Show on Earth, ganhou o Oscar de melhor filme em 1952.

Mas o que poucos sabem é que DeMille, além de diretor e produtor de cinema, era também radialista e locutor (as narrações para Sansão e Dalila e Os Dez Mandamentos, por exemplo, foram feitas por ele) e tinha seu próprio programa radiofônico, o Lux Radio Theatre, show que comandou como anfitrião por quase dez anos, sendo um dos programas semanais mais populares da história do rádio americano. O Lux Radio Theatre era um tipo de rádio novela, transmitido diretamente de Hollywood pela Columbia Broadway System, a CBS, com adaptações de filmes de sucesso, às vezes com o mesmo elenco que neles apareceram nas telas, e outras vezes com artistas diferentes nos papéis principais.

Foi assim, por exemplo, que Clark Gable substituiu Gary Cooper e Marlene Dietrich repetiu seu papel em Marrocos/Moroco/1930, direção de Joseph Von Sterberg;  Barbara Stanwyck, Errol Flynn e Mary Astor fizeram os papéis vividos por Merle Oberon, Joel McCrea e Miriam Hopkins em Infâmia/These Three/1936, direção de William Wyler; Edward G Robinson, Gail Patrick e Laird Cregar tomaram os lugares de Humphrey Bogart, Mary Astor e Sidney Greenstreet em Relíquia Macabra/The Maltese Falcon/1941, direção de John Huston; Gary Cooper e Fay Wray ficaram com as partes feitas respectivamente nas telas de cinema por Warner Baxter e Gloria Stuart em O Prisioneiro da Ilha dos Tubarões/The Prisioner of Shark Island/1936, direção de John Ford; e Hedy Lamarr, John Loder e Alan Ladd fizeram no rádio o que Ingrid Bergman, Humphrey Bogart e Paul Henreid haviam feito no cinema em Casablanca/ Casablanca/1943, direção de Michael Curtiz.

Outros astros e estrelas da época também se fizeram presente no Lux Radio Theatre, como Robert Taylor, Jean Harlow, Lauren Bacall, Wallace Berry, Bette Davis, Ronald Collman, Henry Fonda, Betty Grable, Judy Garland, Spencer Tracy, Carole Lombard, Frank Sinatra, Mickey Rooney, Gloria Swanson, Laurence Olivier, Orson Welles, Joan Crawford, Robert Mitchum, Robert Preston, Tyrone Power, Ginger Rogers, James Stewart, entre outros.

DeMille manteve o programa no ar de 19 de junho de 1936 a 22 de janeiro de 1945, com uma única interrupção a 17 de janeiro de 1945, quando o show radiofônico foi transferido para segunda-feira seguinte por ter sido a emissora requisitada pelo governo americano naquela data. Por questões salariais, DeMille deixou a direção do Lux Radio Theatre, mas o programa perdurou sem a presença do cineasta até 1955.

 

Paulo Telles é produtor e apresentador do programa Cine Vintage, redator e editor do blog Filmes Antigos Club – A Nostalgia do Cinema:

 

http://articlesfilmesantigosclub.blogspot.com/ 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!